segunda-feira, 26 de setembro de 2011

CAÇAMBA DE FERRO ENVIADA PARA RECICLAGEM

TRABALHO FORÇADO , VOCÊ PODE MUDAR ESTA SITUAÇÃO, JUNTE A SUAS CAIXINHAS DE LEITE, SUCO, MOLHO DE TOMATE, ETC E COLOQUE NO PEV MAIS PRÓXIMO, JUNTANDO 5 TONELADAS PODEMOS GANHAR UMA EMPILHADEIRA,  MELHORANDO ASSIM O TRABALHO DESTES VERDADEIROS AGENTES AMBIENTAIS, SEJA SOLIDÁRIO, COLABORE. BÚZIOS RECICLE

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Campanha junte caixinhas de Tetra Pak para os catadores ganharem uma prensa para melhorar o serviço deles, para deixar a nossa cidade limpa, colabore.

PESO DO MATERIAL COLETADO E EMPILHADO NO BRAÇO PELOS CATADORES. COLABORE DOANDO SUAS CAIXINHAS DE LEITE, SUCOS, MOLHOS DE TOMATE, CREME DE LEITE. ETC., COLOQUE NO PEV MAIS PRÓXIMO, LEMBRE-SE O LIXO É RESPONSABILIDADES DE TODOS.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Logística Reversa: ponto forte da PNRS

A elaboração do Plano Nacional de Resíduos Sólidos , que regulamentará a PNRS mostra a todos a importância em se ter um gerenciamento correto do resíduo produzido, principalmente pelas empresas.
O programa de Gestão de Resíduos em Empresas e Eventos foi criado justamente para orientar e implementar programas de gestão de resíduos e a implantação da logística reversa.

A logística reversa é o instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado pelo conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.
A regulamentação da PNRS definiu como se dará a responsabilidade compartilhada no tratamento de seis tipos de resíduos e determinou a criação de um comitê orientador para tratar destes casos específicos. São eles: pneus; pilhas e baterias; embalagens de agrotóxicos e óleos lubrificantes além das lâmpadas fluorescentes e dos eletroeletrônicos. Os instrumentos para operar os sistemas de logística reversa são: acordos setoriais; regulamentos expedidos pelo Poder Público; ou termos de compromisso.

Com essa nova lei, o cidadão passa a ser obrigado a fazer a devolução dos resíduos sólidos no local, a ser previamente definido pelo acordo setorial e referendado em regulamento, podendo ser aonde ele comprou ou no posto de distribuição.
O CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), já estabelece, por meio de Resolução, os procedimentos para o descarte ambientalmente correto de quatro grupos de resíduos: pneus(Resolução 362/2005); pilhas e baterias (Resolução 257/1999); óleos lubrificantes (Resolução 258/1999); e embalagens de agrotóxicos (Resolução 334/2003 e Lei nº 9.974/2000.

A grande novidade dessa regulamentação é a obrigatoriedade da logística reversa para embalagens.
O Secretário de Recursos Hídricos de Ambiente Urbano (SRHU) do MMA explica que é possível aplicar o procedimento para todo o tipo de embalagem que entulham os lixões atualmente, inclusive embalagens de bebidas. Ele relata, inclusive, que o Ministério do Meio Ambiente já foi formalmente procurado pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom) para informar que estão aptos a fazer a coleta de óleos lubrificantes. O MMA foi também procurado pela Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vdro (Abividro) que demonstrou interesse em implantar a logística reversa em embalagens de vidro.
Segundo ele, existem duas formas de se fazer a logística reversa para embalagens:
1- de iniciativa
2- do setor empresarial, que pode instituir o procedimento para uma determinada cadeia.;
3- iniciativa do Poder Público. Neste caso, o primeiro passo é a publicação de edital, onde o comitê orientador dá início ao processo de acordo setorial. No edital estarão fixados o prazo, as metas e a metodologia para elaboração de estudos de impacto econômico e social.( MMA)

SUSTENTABILIDADE

 
A HISTÓRIA DAS COISAS