quinta-feira, 28 de junho de 2012

Catadores falam da importância da Rio+20 para as cooperativas 25/06/2012

 

Visando mudanças nos conceitos do países acerca da questão da sustentabilidade, a Rio+20 está alterando a rotina de muita gente. Grandes interessados no assunto, os catadores Vanderson Sabino, que representa a Coop-Tubiacanga, na Ilha do Governador, e João Luíz, da Coop-Rio-Oeste, de Campo Grande, que estão na Conferência como educadores ambientais, elogiaram o propósito do evento e o que ele vem implicando no dia a dia das cooperativas.

É a realização de um sonho estarmos aqui porque os resíduos gerados pelas pessoas estão sendo destinados da forma correta, que é levando para as cooperativas de catadores e os catadores sendo remunerados pelos serviços prestados. A gente tá aqui como agente ambiental, orientando as pessoas a destinar os resíduos nos locais corretos. Então, para a gente, o evento está sendo maravilhoso, afirmou Vanderson ao SRZD.com.

Concordando com o colega, João tratou como uma vitória a realização da Rio+20 para os catadores.

É uma conquista para a gente estar aqui hoje na Rio+20.  Ver que o Brasil está voltado para isso (a questão da sustentabilidade) é uma conquista, uma briga nossa de muitos anos. E hoje nos sentimos gratificados de ver o material gerado na fonte chegar até as cooperativas, gerando renda, cumprindo o que diz o evento, que é o desenvolvimento sustentável.
Fonte: sidneyrezende.com em 21/06/2012