sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Brasil alcança índice de 98,3% de reciclagem de latas de alumínio

Matéria do site da CEMPRE:

“Nos últimos anos, a indústria conseguiu reduzir a espessura da lata de alumínio, ganhando 51% de produtividade, o que permite diminuir custos e economizar matéria-prima. Passamos de 49 latas produzidas com um quilo de alumínio, nos anos 70, para 74 latas por quilo de alumínio, em 2011”, destaca Renault de Freitas Castro, diretor executivo da Abralatas.


“Quando analisamos o processo de reaproveitamento, talvez tenhamos uma das matérias-primas mais eficientes e eficazes em sua recuperação. O ciclo completo da reciclagem de latas de alumínio no Brasil passou de 45 dias, na década de 90, para 30 dias atualmente”, explica Carlos Roberto de Morais, coordenador da Comissão de Reciclagem da Abal. “Em 2011, o Brasil alcançou seu maior índice de coleta de latas de alumínio de todos os tempos - e isso representa não apenas um recorde nacional, mas um novo patamar mundial -, saltando de 97,6% para 98,3%.

Para saber mais acesse CEMPRE: http://www.cempre.org.br/informamais_detalhe.php?id=NTM=